Cotizaciones proporcionadas por Investing.com España.
Cliente 2

ARROZ/CEPEA: DEMANDAS INTERNA E EXTERNA AQUECIDAS ELEVAM PREÇO DO CASCA

Cepea, 23/5/2018 – O preço do arroz em casca se elevou no Rio Grande do Sul, devido às demandas internas e externas aquecidas. Entre 15 e 22 de maio, o Indicador do arroz em casca ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros, subiu 1,17%, fechando a R$ 36,89/saca de 50 kg no dia 22. Para efetivar exportações, tradings estiveram ativas no mercado. Desta maneira, parte das beneficiadoras consultadas pelo Cepea aumentou os valores ofertados para repor estoques, enquanto outras trabalham com estoque próprio e não entraram no spot.

Do lado vendedor, no geral, boa parte dos produtores consultados pelo Cepea tem priorizado as negociações de soja. Entretanto, devido ao aumento nos preços ofertados por compradores, especialmente daqueles que exportam, alguns orizicultores disponibilizaram lotes de arroz em casca.

Fonte: Cepea-Brasil


ARROZ/CEPEA: APESAR DA DEMANDA FIRME, INDICADOR SEGUE ESTÁVEL

Cepea, 16/5/2018 – Os preços do arroz em casca permanecem estáveis no Rio Grande do Sul, apesar da demanda firme. Segundo pesquisadores do Cepea, uma maior disparidade entre os valores pedidos tem sido observada dentre as regiões produtoras do estado – os patamares estão mais elevados na região da Zona Sul, devido às exportações. Do lado vendedor, alguns orizicultores optam por negociar soja e/ou boi gordo, restringindo as vendas de casca. Além disso, muitos estão focados no encerramento da colheita. Nesse cenário, de 8 a 15 de maio, o Indicador do arroz em casca ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros, permaneceu estável, fechando a R$ 36,46/saca de 50 kg, no dia 15.

Fonte: Cepea-Brasil


ARROZ/CEPEA: PREÇO DO CASCA SOBE PELA QUARTA SEMANA CONSECUTIVA

Cepea, 25/4/2018 – Apesar do menor ritmo de comercialização de arroz em casca no Rio Grande do Sul, o preço da saca do cereal subiu pela quarta semana consecutiva. Segundo colaboradores do Cepea, boa parte dos produtores segue retraída e atenta à colheita de grãos – alguns priorizam a venda de soja. Apenas orizicultores com necessidade de “fazer caixa” entraram no mercado para negociar o produto. Do lado da demanda, as indústrias ativas tiveram de aumentar os valores de suas ofertas para realizar novas aquisições. De 17 a 24 de abril, o Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros, subiu 0,7%, fechando a R$ 36,18/sc de 50 kg nessa terça-feira, 24. Na parcial de abril (até o dia 24), o Indicador acumula alta de 3,05%.

Fonte: Cepea-Brasil


ARROZ/CEPEA: ORIZICULTORES RETRAÍDOS E DEMANDA FIRME SUSTENTAM COTAÇÕES

Cepea, 4/4/2018 – A disponibilidade de arroz em casca esteve baixa no Rio Grande do Sul em março, principalmente na segunda quinzena. Segundo colaboradores do Cepea, chuvas frequentes e a queda das temperaturas reduziram – ou até mesmo impediram – a colheita. Com isso, grande parte dos orizicultores se retraiu.

Do lado comprador, indústrias demonstram interesse por novas aquisições, seja de lotes negociados nos leilões, de arroz depositado nos seus armazéns ou de arroz “livre” (depositado nas propriedades rurais). Assim, no acumulado de março, o Indicador do arroz em casca ESALQ/SENAR-RS, 58% de grãos inteiros, registrou leve alta de 0,1%, fechando a R$ 35,11/sc de 50 kg na quinta-feira, 29.

Fonte: Cepea-Brasil


ARROZ/CEPEA: INDICADOR TEM LEVE QUEDA EM SETE DIAS

Cepea, 21/3/2018 – Beneficiadoras consultadas pelo Cepea demonstram interesse em adquirir arroz em casca, porém, ainda são poucos os produtores que têm arroz disponível – alguns orizicultores consultados pelo Cepea, insatisfeitos com as ofertas baixas de compradores, estão preferindo trabalhar com outras commodities. Em relação aos preços, o Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% de grãos inteiros, fechou a R$ 35,01/sc de 50 kg nesta terça-feira, 20, leve queda de 0,3% frente à terça anterior, 13.

Fonte: Cepea-Brasil

INDICADOR DO ARROZ EM CASCA ESALQ/SENAR-RS (30 DÍAS)


ARROZ/CEPEA: COLHEITA AVANÇA E PRESSIONA COTAÇÕES NO RIO GRANDE DO SUL

Cepea, 14/3/2018 – Com o progresso da colheita, os preços do arroz estão em queda no Rio Grande do Sul. Conforme colaboradores do Cepea, as cotações vêm caindo com mais força nas regiões onde os trabalhos estão mais adiantados. Ainda assim, a liquidez segue baixa, visto que engenhos aguardam o avanço das atividades na expectativa de preços ainda menores, enquanto vendedores esperam que as intervenções governamentais impulsionem os valores. Entre 6 e 13 de março, especificamente, o Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% de grãos inteiros, manteve-se praticamente estável (-0,05%), já que o leilão realizado pela Conab nesta quarta-feira, 14, elevou a demanda pelo produto desta temporada. No dia 13, o Indicador fechou a R$ 35,12/sc de 50 kg.


ARROZ/CEPEA: INDÚSTRIAS PRESSIONAM VALORES COM AVANÇO DA COLHEITA

Cepea, 07/03/2018 – A comercialização de arroz em casca no Rio Grande do Sul segue enfraquecida neste início de março, segundo afirmam pesquisadores do Cepea. À espera do avanço da colheita da safra 2017/18, apenas indústrias com interesse em repor estoque estiveram presentes no mercado nos últimos dias, dando preferência ao arroz depositado em seus armazéns e ofertando valores inferiores aos de períodos anteriores. Outras indústrias, que seguem trabalhando com o arroz já adquirido, se retiraram do mercado spot.

De 27 de fevereiro a 6 de março, o Indicador do arroz em casa ESALQ/SENAR-RS, 58% de grãos inteiros, registrou queda de 0,28%, fechando a R$ 35,14/sc de 50 kg na terça-feira, 6. Em todo o mês de fevereiro, o Indicador acumulou retração de 2,15% - depois de recuar 4,1% no primeiro mês de 2018.

Fonte: Cepea-Brasil

INDICADOR DO ARROZ EM CASCA ESALQ/SENAR-RS (30 DÍAS)


ARROZ/CEPEA: INDICADOR SOBE APÓS SEIS SEMANAS EM BAIXA

Cepea, 28/02/2018 – Após seis semanas em queda, o Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros subiu 1,46% entre 20 a 27 de fevereiro, fechando a R$ 35,24/sc de 50 kg na terça-feira, 27. Isso porque, apesar do avanço da colheita da safra 2017/18, ainda há pouca disponibilidade de arroz no mercado, visto que o produto da temporada 2016/17 está com poucos orizicultores. Desta maneira, agentes consultados pelo Cepea estiveram voltados para os níveis de preços e liquidez dos leiloes de PEP (Prêmio para o Escoamento de Produto) e Pepro (Prêmio Equalizador Pago ao Produtor) realizados pela Conab no último dia 22.

Assim, no mercado spot de arroz em casca, apenas produtores com necessidade de “fazer caixa” disponibilizaram lotes na última semana. Do lado comprador, indústrias consultadas pelo Cepea seguem apontando para o fraco desempenho das vendas de beneficiado aos grandes centros consumidores, devido à concorrência com o arroz importado.

Fonte: Cepea-Brasil

 


ARROZ/CEPEA: EM SEMANA DE BAIXA LIQUIDEZ, INDICADOR REGISTRA QUEDA

Cepea, 21/2/2018 – O ritmo de comercialização do arroz em casca está lento no Rio Grande do Sul. Conforme colaboradores do Cepea, boa parte das indústrias e dos produtores demonstra baixo interesse em negociar novos lotes. Orizicultores ofertam o produto apenas quando há necessidade de “fazer caixa”, já que estão focados no manejo da nova safra e nos leilões de Pepro e PEP, anunciados pelo Governo Federal para o dia 22. Do lado comprador, beneficiadoras diminuíram o valor de suas ofertas, visto que ainda têm arroz da safra 2016/17 depositado em seus armazéns e aguardam o avanço da colheita da temporada 2017/18. Assim, entre 14 e 20 de fevereiro, o Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros registrou expressiva queda de 2,5%, fechando a R$ 34,74/sc de 50 kg nessa terça-feira, 20. Na parcial de 2018 (até o dia 20), o Indicador acumula recuo de 7%.

Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br


ARROZ/CEPEA: COM VENDEDORES E COMPRADORES RETRAÍDOS, LIQUIDEZ DIMINUI

Cepea, 07/02/2018 – Os negócios no mercado de arroz em casca seguem lentos. Isso porque tanto vendedores quanto compradores consultados pelo Cepea estiveram retraídos, aguardando a entrada mais ativa da nova safra. Dessa maneira, somente produtores com necessidade de caixa no curto prazo estiveram interessados em novas negociações.

Do lado comprador, algumas indústrias se retraíram e aquelas ativas reduziram os valores ofertados. De 30 de janeiro a 6 de fevereiro, o Indicador do arroz em casca ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros, fechou estável (+0,1%), a R$ 35,88/saca de 50 kg na terça-feira, 6.

Publicado: 09-02-2018
Fuente: CEPEA-ESALQ-Brasil


ARROZ/CEPEA: VENDEDOR ATIVO E BAIXO INTERESSE COMPRADOR PRESSIONAM COTAÇÕES NO RS

Cepea, 31/1/2018 – O preço do arroz em casca segue em queda no Rio Grande do Sul, refletindo o baixo interesse da indústria por novas aquisições, principalmente de arroz “livre” (depositado nas propriedades rurais). A demanda reduzida por parte das processadoras, por sua vez, está atrelada à lentidão das vendas do produto beneficiado aos grandes centros consumidores e à concorrência com o arroz importado.

Do lado vendedor, conforme colaboradores do Cepea, alguns orizicultores têm disponibilizado lotes para comercialização, devido à necessidade de “fazer caixa” para cumprir com pagamentos de safra e também por conta da limpeza dos silos para receber a nova safra (2017/18). Na parcial de janeiro (até o dia 30), o Indicador do arroz em casca ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros, registrou queda de 4,1%, fechando a R$ 35,84/saca de 50 kg nessa terça-feira, 30. De 23 a 30 de janeiro, especificamente, o recuo foi de 2%.

Publicado: 02-02-2018
Fuente: CEPEA-ESALQ-Brasil


ARROZ/CEPEA: VENDEDOR ATIVO E INDÚSTRIA RECUADA PRESSIONAM COTAÇÃO

Cepea, 24/01/2018: Com as intenções de venda maiores que o interesse de compra, o arroz em casca no Rio Grande do Sul tem se desvalorizado. Indústrias demonstram baixo interesse por novas aquisições, dando preferência para o arroz depositado em seus armazéns. Do lado vendedor, por sua vez, com a necessidade de cumprir com pagamentos de safra, alguns produtores disponibilizaram lotes, movimentando o mercado. De 16 a 23 de janeiro, o Indicador do arroz em casca ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros, fechou a R$ 36,60/sc de 50 kg no dia 23, recuo de 1,4% frente ao dia 16.

Publicado: 25-01-2018
Fuente: CEPEA-ESALQ-Brasil


ARROZ/CEPEA: COM DEMANDA ENFRAQUECIDA, CASCA SE DESVALORIZA

17/01/2018: O mercado de arroz em casca do Rio Grande do Sul tem apresentado lentidão, segundo indicam pesquisadores do Cepea. Apenas indústrias com necessidade de repor estoque estão presentes no mercado, dando preferência ao arroz depositado em seus armazéns. Demais beneficiadoras, incluindo as de outros estados, seguem trabalhando com estoque já adquirido.

Esse cenário se deve ao fraco ritmo das negociações com os setores atacadistas e varejistas dos grandes centros consumidores. Do lado vendedor, também de acordo com informações do Cepea, alguns orizicultores disponibilizaram seus lotes, alguns de arroz “livre” (armazenado nas propriedades rurais), para esvaziamento e limpeza dos silos, para receber a nova colheita da safra 2017/18.

Outros produtores seguem fora do mercado, atentos apenas ao manejo da lavoura. O Indicador do arroz em casca ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros, fechou a R$ 37,13/saca de 50 kg nessa terça-feira, 16, recuo de 0,64% na parcial de janeiro (até o dia 16).

Publicado: 19-01-2018
Fuente: CEPEA-ESALQ-Brasil


ARROZ/CEPEA: COM BAIXA LIQUIDEZ, INDICADOR REGISTRA LEVE QUEDA

Cepea, 10/1/2018: O mercado de arroz em casca no Rio Grande do Sul apresentou baixa liquidez neste início de ano, devido ao pouco interesse de compradores em efetivar novos negócios. Parte da indústria deu preferência para o arroz depositado nos próprios armazéns, enquanto outras trabalham com o estoque já adquirido. Do lado vendedor, alguns lotes de casca foram disponibilizados, por causa da necessidade de “fazer caixa”. O Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros, caiu leve 0,7% entre 2 e 9 de janeiro, fechando a R$ 37,13/sc de 50 kg nessa terça.

Publicado: 11-01-2018
Fuente: CEPEA-ESALQ-Brasil


ARROZ/CEPEA: RITMO DE NEGÓCIOS DIMINUI E PREÇO DO CASCA SE ESTABILIZA NO RS

Cepea, 13/12/2017: Com a aproximação do final do ano, o ritmo de negócios envolvendo arroz em casca começa a diminuir no mercado do Rio Grande do Sul. Segundo pesquisadores do Cepea, muitos produtores seguem fora do mercado, na expectativa de preços maiores no início de 2018, período que antecede a nova colheita - alguns ainda estão focados na finalização do semeio da safra 2016/17. Já a indústria aposta em desvalorizações no começo do próximo ano, permanecendo afastada dos negócios. Nesse cenário, os preços do casca seguiram estáveis nos últimos dias.


ARROZ/CEPEA: INDICADOR SOBE COM RECUO VENDEDOR E DEMANDA AQUECIDA

Cepea, 06/12/2017: O clima satisfatório dos últimos dias, que levou boa parte dos orizicultores a avançar com o semeio da safra 2017/18, reduzindo a disponibilidade de lotes, e a boa demanda elevaram os preços do casca no Rio Grande do Sul – apenas produtores com necessidade de “fazer caixa” disponibilizaram o produto no mercado spot. O Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros, subiu 0,24% de 28 de novembro a 5 de dezembro, fechando a R$ 37,41/saca de 50 kg nessa terça-feira. Em novembro a elevação foi de 1,25%.

Publicado: 17-11-2017
Fuente: CEPEA-ESALQ-Brasil


ARROZ/CEPEA: INDÚSTRIA ATIVA E RETRAÇÃO PRODUTORA SUSTENTAM VALORES DO CASCA

Cepea, 16/11/2017: Boa parte das indústrias vem mantendo o interesse por novas aquisições de arroz em casca no Rio Grande do Sul, tanto do produto depositado quanto do “livre” (armazenado nas propriedades rurais). Apesar da “queda de braço” com os setores atacadista e varejista quanto aos valores do fardo, algumas beneficiadoras consultadas pelo Cepea afirmam que as vendas estão em bom ritmo.

Com isso, indústrias estiveram ativas, buscando repor estoques. Do lado vendedor, alguns produtores permanecem fora do mercado, voltados apenas às atividades de semeio da safra 2017/18, apesar da instabilidade do clima no RS nos últimos dias. Nesse cenário, o Indicador ESALQ/SENAR-RS seguiu praticamente estável (+0,04%) entre 7 e 14 de novembro, fechando a R$ 37,30/saca de 50 kg na terça-feira, 14.

Publicado: 17-11-2017
Fuente: CEPEA-ESALQ-Brasil


ARROZ/CEPEA: PRODUTORES SE VOLTAM AO SEMEIO E PREÇOS REGISTRAM 3ª ALTA CONSECUTIVA

Cepea, 8/11/2017: Com o clima favorável em grande parte do Rio Grande do Sul, alguns orizicultores se voltaram às atividades de semeio da safra 2017/18 na última semana. Nesse cenário, muitos produtores se afastaram do mercado, sem necessidade imediata de “fazer caixa” ou dando preferência à comercialização de soja ou gado. Apenas aqueles com maior urgência em negociar é que ofertaram lotes do produto no mercado. Do lado comprador, segundo colaboradores do Cepea, algumas indústrias têm demonstrado interesse por novas aquisições. Assim, os preços do arroz em casca subiram pela terceira semana consecutiva no Rio Grande do Sul. De 31 de outubro a 7 de novembro, o Indicador ESALQ-SENAR/RS registrou alta de 1,46%, fechando a R$ 37,29/sc de 50 kg nessa terça feira, 7.

Publicado: 08-11-2017
Fuente: CEPEA-ESALQ-Brasil


INTERESSE DE COMPRA E RECUO VENDEDOR SUSTENTAM PREÇOS 

Cepea, 1/11/2017 – O preço do arroz em casca permaneceu firme em outubro no Rio Grande do Sul, refletindo as intenções de compra mais evidentes que as de venda, principalmente na segunda quinzena do mês. Nessa terça-feira, 31.

O Indicador ESALQ-SENAR/RS fechou a R$ 36,75/sc de 50 kg, alta de 0,9% no acumulado de outubro e de 0,79% nos últimos sete dias. Segundo colaboradores do Cepea, parte da indústria ofertou valores maiores para a compra do cereal, devido à necessidade de repor estoques – de acordo com as beneficiadoras consultadas, a demanda pelo casca, tanto do atacado quanto do varejo, esteve firme durante o mês.

Do lado vendedor, orizicultores seguiram recuados, com foco nas atividades de semeio da safra 2017/18 e negociando seus lotes apenas mediante à necessidade de “fazer caixa”.

Publicado: 01-11-2017
Fuente: CEPEA-ESALQ-Brasil


ARROZ/CEPEA: COMPRADOR ATIVO E BAIXA OFERTA SUSTENTAM VALOR DO CASCA NO RS

Cepea, 25/10/2017: As chuvas ocorridas no Rio Grande do Sul nos últimos dias prejudicaram o semeio da safra 2017/18 e o carregamento de alguns lotes de arroz em casca, visto que algumas áreas foram alagadas. Com isso, segundo colaboradores do Cepea, grande parte dos orizicultores se retraiu das vendas.

Já indústrias estiveram ativas, ofertando valores maiores para efetivar novas aquisições de casca e repor estoques, devido ao aumento da demanda dos setores atacadista e varejista dos grandes centros consumidores nos últimos dias. Assim, o Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros, permaneceu praticamente estável (-0,2%) entre 17 e 24 de outubro, fechando a R$ 36,46/sc de 50 kg nessa terça-feira, 24.

Publicado: 27-10-2017
Fuente: CEPEA-ESALQ-Brasil


ARROZ/CEPEA: RETRAÇÃO VENDEDORA IMPULSIONA PREÇOS DO CASCA NO RS

Cepea, 18/10/2017: A liquidez está baixa no mercado de arroz em casca do Rio Grande do Sul, com poucos vendedores presentes no spot. Segundo colaboradores do Cepea, as chuvas ocorridas no estado atrapalharam o transporte do cereal, afastando orizicultores do mercado. Do lado comprador, indústrias estão cautelosas quanto a novas aquisições, atentas à queda de braço entre os valores ofertados pelos setores atacadista e varejista dos grandes centros consumidores. Além disso, beneficiadoras afirmam estar com estoques abastecidos. Nesse cenário, o Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros, subiu 0,52% entre 10 e 17 de outubro, fechando a R$ 36,54/sc de 50 kg nessa terça-feira, 17

Publicado: 18-10-2017
Fuente: CEPEA-Brasil


ARROZ/CEPEA: BOA DEMANDA SUSTENTA INDICADOR

Cepea, 11/10/2017: O ligeiro aumento da demanda por parte da indústria tem sustentado os preços do arroz em casca no Rio Grande do Sul. No entanto, algumas beneficiadoras têm ofertado valores inferiores aos pedidos por vendedores, reduzindo o número de negócios efetivados. Do lado produtor, segundo colaboradores do Cepea, revisões de chuva para os próximos dias têm mantido o foco nas atividades de campo, diminuindo ligeiramente a oferta do casca no mercado. Nesse cenário, o Indicador do arroz em casca ESALQ-SENAR/RS permaneceu estável (-0,1%) entre 3 e 10 de outubro, fechando a R$ 36,35 nessa terça-feira, 10.

Publicado: 13-10-2017
Fuente: CEPEA-ESALQ-Brasil


ARROZ/CEPEA: MOVIMENTO DE BAIXA PERDE FORÇA, MAS PREÇOS SEGUEM EM QUEDA NO RS

Cepea, 4/10/2017: O movimento de queda dos preços do arroz em casca perdeu força no Rio Grande do Sul nos últimos dias, mas as cotações seguem recuando no estado. Segundo colaboradores do Cepea, engenhos deram preferência ao produto depositado em seus armazéns, enquanto vendedores ofertaram conforme a necessidade de “fazer caixa” para cumprir com os compromissos da nova temporada.

Assim, o Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros, recuou 0,9% entre 26 de setembro e 3 de outubro, fechando a R$ 36,39/saca de 50 kg nessa terça-feira, 3.

Publicado: 05-Oct-2017
Fuente: CEPEA-ESALQ-Brasil


ARROZ/CEPEA: COTAÇÕES SEGUEM EM QUEDA, APESAR DO PERÍODO DE ENTRESSAFRA

Cepea, 27/9/2017: As cotações do arroz em casca seguem em queda no Rio Grande do Sul, apesar do período de entressafra. Segundo pesquisadores do Cepea, as desvalorizações refletem a retração das vendas de parte da indústria e o maior volume ofertado por alguns orizicultores, que, apreensivos com as desvalorizações, disponibilizaram lotes para “fazer caixa” e cumprir com compromissos de safra. Assim, entre 19 e 26 de setembro, o Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros, caiu 2,17%, fechando a R$ 36,72/saca de 50 kg no dia 26, o menor valor nominal desde setembro/15.

Publicado: 27-09-2017
Fuente: Fuente: CEPEA-Brasil


ARROZ/CEPEA: COTAÇÃO RECUA 2,3% NO ACUMULADO DE SETEMBRO

Cepea, 20/9/2017: O Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros recuou 2,33% no acumulado de setembro (até o dia 19), fechando a R$ 37,53/saca de 50 kg nessa terça-feira. Segundo colaboradores do Cepea, boa parte das indústrias esteve retraída para novas compras no mercado doméstico, dando preferência ao arroz depositado em seus armazéns ou ao produto importado de países vizinhos, visto que o dólar está em queda. Do lado vendedor, a oferta aumentou, já que os orizicultores, apreensivos com as desvalorizações, disponibilizaram lotes para “fazer caixa” e cumprir com compromissos de safra.

Publicado: 20-09-2017
Fuente: Fuente: CEPEA-Brasil


ARROZ/CEPA: INDICADOR CAI PARA O MENOR PATAMAR NOMINAL DESDE SET/15

O Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros recuou significativos 3,63% no acumulado de setembro, fechando a R$ 37,03/sc de 50 kg na terça-feira, 12, o menor valor nominal desde meados de setembro de 2015 – entre 5 e 12 de setembro, especificamente, o Indicador caiu 3,58%.

Conforme pesquisadores do Cepea, a expressiva desvalorização está atrelada ao baixo interesse de compra das indústrias, o que também enfraqueceu o ritmo de comercialização no período.

Do lado vendedor, apesar das chuvas em algumas áreas do Rio Grande do Sul, parte dos produtores disponibilizou lotes no spot para “fazer caixa”, pressionando ainda mais as cotações do cereal.

Publicado: 14-09-2017
Fuente: CEPEA-Brasil




Noticias Agrícolas - Precios en Brasil

Cliente 3

El Clima por Departamentos

(Click en el mapa )